Porque somos felizes?


Dan Gilbert, autor de “Stumbling on Happiness” (Tropeçando na Felicidade), contesta a ideia de que seremos infelizes se não tivermos o que queremos. Nosso “sistema imunológico psicológico” permite que sejamos felizes mesmo quando as coisas não são como planejamos.

Se você se interessou pelo tema/autor procure pelo livro abaixo, base para essa palestra e os estudos do psicólogo:

Título: O que nos faz felizes

Autor: Daniel Gilbert

Número de páginas: 262

Editora: Campus-Elsevier

Preço médio: R$ 50 Compre o livro no Submarino (clique aqui)

Outra palestra de Dan Gilbert – “A psicologia do nosso “eu” futuro”

Anúncios

Anthony Robbins te ensina como obter poder sobre sua mente


Anthony
Anthony Robbins em palestra no TED

Anthony Robbins, também conhecido como Tony Robbins (29 de fevereiro de 1960, Glendora, Califórnia), é um dos maiores nomes em desenvolvimento pessoal e profissional do mundo, e um dos palestrantes mais influentes dos Estados Unidos. Considerado o “pai do coaching”por ter utilizado o nome para a profissão, Tony foi também um dos responsáveis pela popularização da PNL (Programação Neuro-Lingüística), uma técnica permite utilizar os recursos de comunicação interna e externa ao indivíduo de forma mais eficiente. Com mais de 35 milhões de livros comercializados no mundo todo, seus livros foram publicados nos idiomas mais falados.

Foi coach do presidente Bill Clinton, dos tenistas Andre Agassi e Serena Williams, do produtor musical Quincy Jones, além de ter trabalhado com diversos artistas e produtores de Hollywood. Em 2011, teve uma forte ligação com a apresentadora Oprah após ela ter participado de seu evento UPW, ou Unleash The Power Within. Ela foi para fazer uma entrevista com ele e pretendia ficar apenas 2 horas mas acabou passando mais de 12 horas no evento e terminou caminhando sobre brasas com outras 5 mil pessoas. Depois disso, ela dedicou um episódio do programa “Next Chapter” exclusivamente à esta experiencia e ao trabalho do Tony, e aí iniciaram uma parceria em uma serie de eventos chamados Life Class (onde também participou Deepak Chopra)

Veja abaixo dois vídeos para te ajudar a conhecer melhor PNL e o grande Tony Robbins:

– 30 anos de gagueira curados em 7 minutos

– Palestra em 2006 no TED onde discute sobre “forças invisíveis” que motivam as ações de cada um.

PNL pode nos ajudar a reverter situações ruins, pensamentos ruins e uma vida frustrante. Bola pra frente sempre, você determina seu cérebro e não o contrário.

Os seres que morrem pela própria mente


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,4 bilhão de pessoas, cedo ou tarde, desenvolverão a depressão, o que corresponde a 20% da população do planeta. Ela é a principal causa de afastamento do trabalho. A educação moderna não forma coletivamente pessoas que têm consciência de que possuem um Eu, de que esse Eu é construído através de mecanismos sofisticadíssimos, de que esses mecanismos deveriam desenvolver funções vitais nobilíssimas, e de que, sem o desenvolvimento dessas funções, ele poderá estar completamente despreparado para pilotar o aparelho mental. E, por estar despreparado, aumenta os níveis de transtornos psíquicos e de depressão em todos os países.

Augusto Cury 

Parando para refletir podemos constatar o quanto nós, seres humanos, únicos, animais mais inteligentes, racionais, estamos cada vez mais “irracionais, desequilibrados, depressivos”. Paciência e diálogo são motivo de inveja, parecem algo impossível de se comprar. Com um pouco mais de diálogos internos percebemos um movimento de ideias referenciadas em livros, pensadores, professores, psiquiatras, especialistas, sobre os problemas emocionais no qual nossa geração está vivendo ao redor do mundo. Afinal, somos humanos, alemães, brasileiros, ingleses, italianos.

A baixa autoestima e/ou “falta de amor próprio” parecem ser o “mal do século” no qual podem resultar em depressão, ansiedade, alguns nos quais “genética” já carrega uma “pré-tendência” que se agrava com o cenário citado.

Augusto Cury

Augusto Cury, psiquiatra e psicoterapeuta, que já vendeu mais de 20 milhões de livros no Brasil, conta como que “o bombardeio de informações e atividades intelectuais gerou uma sociedade ansiosa, que sofre por antecipação e não consegue em um primeiro momento se livrar disso.

De certa forma podemos considerar que nos tornamos reféns de nossa mente, e como Cury diz brilhantemente em seus livros, “A MENTE MENTE” pode trazer pessimismo por traumas e medos que precisam ser liquidados da nossa vida.

Boa parte dos argumentos acima já são conhecidos e debatidos há décadas, porém os descartamos. Parece que o tempo presente em prol de um futuro que destruímos. Crianças que não brincam se tornam adultos frustrados, a felicidade virou algo que se encontra nas vitrines ou encomenda-se pela internet. O mundo surreal dos games se manifesta nas atitudes intolerantes de alguns jovens. Os cabelos brancos são apenas sinais de que o tempo passou, mas o moleque não cresceu e agora brinca de viver.

Algumas dicas de Augusto Cury

  • Aposte na disciplina para atingir seus sonhos

    Sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas. Disciplina sem sonhos produz pessoas que só obedecem a ordens

  • Aprenda com os erros

    Ninguém atinge o pódio se não usar seus fracassos pra conquistá-lo

  • Esteja disposto a correr riscos

    Quem vence sem riscos tem sucesso sem glórias. A vida é um grande contrato de risco cujas cláusulas fundamentais não estão escritas

  • Não desista de si

    Se a sociedade o abandona, a solidão é suportável. Mas se você mesmo se abandona, a solidão é intolerável

  • Tenha autocontrole

    Ninguém pode ser um grande líder na empresa se, primeiramente, não for um grande líder dentro de si. Portanto, aprender a ser gestor de nossa mente faz toda a diferença na conquista da plenitude emocional e profissional

  • Influencie os outros para melhor

    Ninguém muda ninguém, temos o poder de piorar os outros e não de mudá-los. Podemos usar estratégias corretas para influenciá-los a eles mesmos se mudarem

    Palestra de Augusto Cury sobre “O Poder da Mente”