A origem da corrupção no Brasil

A origem da corrupção no Brasil
Cerimônia de beija-mão na corte de D.João VI, em que os súditos faziam pedidos ao monarca
Cerimônia de beija-mão na corte de D.João VI, em que os súditos faziam pedidos ao monarca

Corrupção no Brasil tem origem no período colonial, diz historiadora

“Quando Portugal começou a colonização, a coroa não queria abrir mão do Brasil, mas também não estava disposta a viver aqui. Então, delegou a outras pessoas a função de ocupar a terra e de organizar as instituições aqui”, afirma a historiadora.

“Só que como convencer um fidalgo português a vir para cá sem lhe oferecer vantagens? A coroa então era permissiva, deixava que trabalhassem aqui sem vigilância. Se não, ninguém viria.”

Assim, a um oceano de distância da metrópole, criou-se um clima propício à corrupção, em que o poder e a pessoa se confundiam e eram vistos como uma coisa só, de acordo com Denise, que é professora de História do Brasil na Unesp.

No entanto, a historiadora deixa claro que a corrupção não é uma exclusividade do Brasil, é só uma peculiaridade da formação dessa característica no país. “Temos enraizado uma tradição muito forte de poder relacionado ao indivíduo que o detém”, avalia Denise. “E isso até hoje interfere na maneira como vemos os direitos e deveres desse tipo de funcionário.”

Os colonizadores vieram ao Brasil para explorar as riquezas naturais, sem se preocuparem com os índios. Aliás, é provado que os primeiros a serem corrompidos nesse país foram exatamente os indígenas, pois os portugueses os subornavam para conseguir tesouros brasileiros, os escravizavam e os roubavam.

“Temos enraizado uma tradição muito forte de poder relacionado ao indivíduo que o detém”, avalia Denise. “E isso até hoje interfere na maneira como vemos os direitos e deveres desse tipo de funcionário.”

PROPINA

No Brasil colônia, assim como hoje, a corrupção permeava diversos níveis do funcionalismo público, segundo a pesquisadora. Na época, atingia desde o governador, passando por ouvidores, tabeliães e oficiais de justiça, chegando até o funcionário mais baixo da Câmara, que era uma espécie de fiscal de assuntos cotidiano.

A historiadora conta que documentos mostram esse funcionário protegendo ou favorecendo um vendedor mediante propina.
Se a corrupção encontrou um terreno fértil nas instituições políticas do litoral, a situação era ainda mais grave na colonização de regiões como Minas Gerais, Goiás e o sul do país.

Ainda mais longe dos olhos da coroa, esses locais só eram acessíveis após meses de caminhada – o que exigia ainda mais incentivos para os “fidalgos-desbravadores”.

“A coroa portuguesa estimulava pessoas e dizia: ‘vão para o interior e podem mandar à vontade por lá’, na tentativa de garantir a soberania do império com alguém morando no local”, diz Denise.

A escravidão, segundo a historiadora, também contribuiu para o desenvolvimento da corrupção no país. Isso porque era a única relação de trabalho existente, deixando o trabalho livre sem qualquer tipo de norma para regê-lo.

Essa realidade criava um ambiente vulnerável, em que não era claro, por exemplo, os deveres de um guarda municipal – abrindo, de novo, possibilidade de suborno e outros tipos de corrupção.

Protesto anti-corrupção em Brasília: especialista avalia que jovens estão mais conscientes
Protesto anti-corrupção em Brasília: especialista avalia que jovens estão mais conscientes

HOJE EM DIA – Por que continuamos assim ? O que fazer ? Quais os erros cometidos pela sociedade e o estado ?

Hoje em dia esquecemos como nossa rotina nos mostra o lado corrupto humano: o motorista que oferece uma cerveja para o guarda não multá-lo. O fiscal que cobra uma “ajuda” do comerciante. O ministro que compra apoio político. A corrupção está enraizada em vários setores da sociedade brasileira. E nada disso é recente, como vimos através da explicação da historiadora Denise Moura.

A psicóloga Lizete Verillo, diretora da ONG Amarribo (representante no Brasil da Transparência Internacional), afirma que em 12 anos trabalhando com ações anti-corrupção ela nunca esteve tão otimista – e justamente por causa dos jovens.

A explosão das redes sociais, que são extremamente populares entre os jovens é uma ótima maneira de promover a fiscalização e a mobilização.

Mas se a internet está ajudando os jovens, na opinião da psicóloga, as escolas estão deixando a desejar na hora de incentivar o engajamento e conscientizá-los sobre a corrupção.

“Em geral, a escola é muito omissa. Estão apenas começando nesse assunto, com iniciativas isoladas. O que é uma pena, porque agora, com o mensalão, temos um enorme passo para a conscientização, mas que pouco avança se a educação não seguir junto”, diz a diretora. “É preciso ensinar esses jovens a ter ética, transparência e também a exercer cidadania.”

POLÍTICOS x CIDADÃO COMUM

Os especialistas concordam que a corrupção do cotidiano acaba sendo alimentada pela corrupção política.

Se há impunidade no alto escalão, cria-se, segundo Lizete, um clima para que isso se replique no cotidiano do cidadão comum, com consequências graves. Isso porque a corrupção prejudica vários níveis da sociedade e cria um ciclo vicioso, caso de uma empresa que não consegue nota fiscal e, assim, não presta contas honestamente.

De acordo com o Ministério Público, a corrupção corrói vários níveis da sociedade, da prestação dos serviços públicos ao desenvolvimento social e econômico do país, e compromete a vida das gerações atuais e futuras.

 Materiais utilizados 

Corrupção no Brasil tem origem no período colonial http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/11/121026_corrupcao_origens_mdb.shtml

Lista aponta 10 práticas de corrupção no dia-dia do brasileiro http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/11/121024_corrupcao_lista_mdb.shtml

Qual a origem da corrupção brasileira ?

http://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/qual-a-origem-da-corrupcao-no-brasil.html

A Corrupção no Tempo de Dom Pedro (1808) – A corte no Brasil (Globo News)

Anúncios

Deixe sua opinião abaixo e apareça no Blog ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s